Hipertensão

A idade das artérias pode ser diferente da sua idade biológica, quanto mais velhas, maior risco para o coração

Nova técnica avalia a idade biológica das artérias do corpo através da medida da pressão central

Cada vez que o coração bate, o sangue é ejetado e distribuído para todo o corpo. A velocidade com que o sangue sai do coração e a resistência das artérias à passagem desse sangue é fornecido pela rigidez das paredes dessas artérias. E isso pode ser avaliado através da pressão central, uma técnica que utiliza a medida da onda de pulso gerada a partir de cada batimento do coração. 

Esta é a  nova arma no diagnóstico / prevenção de doenças cardiovasculares.  Com essa informação, é possível determinar a qualidade das artérias, a idade biológica dos vasos, antecipar e escolher tratamentos mais adequados para cada paciente.

Para o Dr. Eduardo Costa Duarte Barbosa, c ardiologista, presidente da Sociedade Latino Americana de Hipertensão (LASH) e da Sociedade Arterial Latino Americana (Artéria LATAM) , a avaliação dessa elasticidade arterial tem importância clínica na medida em que pode estratificar melhor os fatores de riscos do paciente e, dessa forma, contribuindo para o tratamento e prevenção dos eventos cardiovasculares, responsáveis ​​por mais de 380 mil mortes no Brasil, segundo o Cardiômetro da Sociedade Brasileira de Cardiologia, e aproximadamente 18 milhões no mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde. 

No Brasil, a tecnologia de aferição da pressão central já está validada pela ANVISA, mas poucos médicos ainda estão familiarizados com os métodos. Entretanto, de acordo com o Dr. Eduardo Costa Duarte Barbosa, pesquisas comuns originadas como contribuições desse conhecimento novo que direciona a uma maior personalização da Medicina.

“Os estudos têm função que é um conceito que pode modificar a forma de lidar com os pacientes através de uma medicina mais individual com preços personalizados”, aponta o cardiologista destacando ainda maior atenção aos pacientes hipertensos, com obesidade, e diabetes tipo 2, pois estes possuem vasos mais rígidos e maiores chances de infarto.

A idade das artérias pode ser diferente da sua idade biológica, quanto mais velhas, maior risco para o coração

Últimas postagens

Viver melhor

Dependendo do tipo de diabetes e seu histórico, seu médico pode lhe receitar diferentes medicamen...

Viver melhor

Descansar e relaxar são indispensáveis para uma vida saudável. Quanto mais tranqui...

Viver melhor

Ao contrário da crença popular, as pessoas com diabetes não precisam de uma dieta diferente da de seus familiare...

Viver melhor

O exercício físico é um bom hábito que melhora a saúde de todos. É ainda mais importante para as pessoas com diabetes...

Fale conosco

Preencha o formulário e entraremos em contato