Hipertensão

Hipertensão e Insuficiência Cárdica: uma atenção ao seu coração

A hipertensão arterial é uma das doenças mais frequentes na população em geral e segundo o IBGE mais de 38 milhões de brasileiros são diagnosticados com pressão alta.1 A hipertensão altera o funcionamento do sistema cardiovascular, contribuindo para o desenvolvimento e agravamento de diversas complicações cardiovasculares como a Insuficiência Cardíaca, também conhecida como IC.2

Mas…o que é IC e qual sua relação com a hipertensão?

A insuficiência cardíaca é uma complicação desencadeada por diferentes fatores na qual o coração não consegue bombear o sangue para o corpo ou encher-se de sangue adequadamente.3,4 Os sintomas da IC incluem falta de ar, aceleração dos batimentos cardíacos, inchaço nas pernas e fadiga.3,5 Na fase inicial da IC o paciente pode apresentar poucos sintomas, entretanto com a evolução do quadro pode passar a ter dificuldade para conversar e fazer pequenos esforços, influenciando diretamente na sua qualidade de vida.Assim, a IC é classificada como uma doença grave que afeta cerca de 23 milhões de pessoas em todo o mundo.3

A hipertensão arterial é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento da IC4, alguns estudos estimam que 90% dos casos de insuficiência cardíaca possuíam antecedentes de hipertensão arterial não controlada.6 Isso acontece por diferentes fatores, sendo principalmente pelo aumento da pressão arterial sobrecarregar o coração resultando em alterações estruturais e/ou funcionais que contribuem para que o músculo cardíaco não consiga bombear o sangue de forma efetiva.5

Por isso, cuide da sua hipertensão e proteja seu coração!

É extremamente importante seguir corretamente as orientações médicas para o tratamento da hipertensão arterial. Inclusive, alguns estudos demonstram que o risco de desenvolvimento da insuficiência cardíaca pode reduzir em até 46% se tratamento para hipertensão for feito de maneira adequada.2 Além disso, o diagnóstico precoce da hipertensão pode reduzir consideravelmente o risco do desenvolvimento da IC, principalmente em idosos.2

Então, não se esqueça de medir frequentemente a sua pressão arterial e tomar sua medicação, seguindo as recomendações do seu médico!

Se gostou desse conteúdo. Compartilhe usando nossas hashtags:

#TOMESEUMEDICAMENTO

#MEÇASUAPRESSÃO

#PORQUESIM

Referências:

  1. Brasil. Ministério da Saúde. Pesquisa Nacional de Saúde. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101748.pdf. Acesso em: 08/03/21 às 14h:30.
  2. BARROSO, Weimar Kunz Sebba et al. Diretrizes Brasileiras de Hipertensão Arterial–2020. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, v. 116, p. 516-658, 2021.
  3. ROHDE, Luis Eduardo Paim et al. Diretriz brasileira de insuficiência cardíaca crônica e aguda. Arquivos brasileiros de cardiologia, v. 111, n. 3, p. 436-539, 2018.
  4. ROSCANI, Meliza Goi. Insuficiência cardíaca. RBM rev. bras. med, 2013.
  5. MACIEL, Benedito Carlos. A hipertrofia cardíaca na hipertensão arterial sistêmica: mecanismo compensatório e desencadeante de insuficiência cardíaca. Rev Bras Hipertens, v. 8, n. 4, p. 409-413, 2001.
  6. BARRETTO, Antonio Carlos Pereira. Hipertensão arterial e insuficiência cardíaca. Rev Bras Hipertens, v. 8, n. 3, p. 339-43, 2001.

Últimas postagens

Viver melhor

Dependendo do tipo de diabetes e seu histórico, seu médico pode lhe receitar diferentes medicamen...

Viver melhor

Descansar e relaxar são indispensáveis para uma vida saudável. Quanto mais tranqui...

Viver melhor

Ao contrário da crença popular, as pessoas com diabetes não precisam de uma dieta diferente da de seus familiare...

Viver melhor

O exercício físico é um bom hábito que melhora a saúde de todos. É ainda mais importante para as pessoas com diabetes...

Fale conosco

Preencha o formulário e entraremos em contato