Hipertensão

Um bilhão de adultos têm hipertensão no mundo e metade não sabe que tem a doença

Servier apoia campanha internacional de conscientização

O mês de maio é marcado pela mobilização internacional de conscientização da hipertensão. Em sua terceira edição, o May Measurement Month (MMM) é um projeto desenvolvido pela International Society of Hypertension (ISH) e endossado pela World Hypertension League (WHL). Alinhada ao trabalho da ISH, a Servier divulga a campanha #PORQUESIM (#BECAUSEISAYSO, em inglês) que ressalta a importância de checar a pressão arterial, incentivando jovens e adultos a este comportamento com o objetivo de criar uma cultura preventiva. Além disso, em parceria com a Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH) e o Departamento de Hipertensão Arterial da Sociedade Brasileira de Cardiologia (DHA/SBC), a Servier apoia a realização de ações sociais, em que as aferições serão catalogadas e contribuirão para o banco de dados epidemiológico do projeto MMM, que servirá de base para uma melhor compreensão da doença no planeta.

De acordo com o documento que acaba de ser publicado pela Sociedade Europeia de Cardiologia, oitenta e nove países participaram do MMM 2018, totalizando o rastreamento de 1.504.963 indivíduos, com idade média de 45,3 anos e 52,8% mulheres. Cada participante aferiu a pressão arterial e completou um questionário sobre estilo de vida e fatores ambientais. Segundo a publicação, 502.079 (33,4%) indivíduos apresentavam hipertensão, dos quais 298.940 (59,5%) estavam cientes de seu diagnóstico e 277.794 (55,3%) estavam em tratamento com medicação. A classificação para a doença foi considerada com PA sistólica> 140 mmHg e PA diastólica> 90 mmHg.

“Os resultados do MMM2018 mostram que um número significativo de pessoas desconhecem sua condição e pode ser identificado com não tratada, ou tratada, mas não controlada. Quanto mais diagnósticos acharmos e mais orientações disponibilizarmos, podemos diminuir o percentual de mortes. Por isso, acreditamos no desenvolvimento dessas campanhas e parcerias como instrumento social para aumentar a consciência e melhorar a qualidade de vida dos pacientes”, ressalta Abraham Epelman, cardiologista e Diretor Médico da Servier Brasil.

Dados da hipertensão no Brasil

Segundo a Organização Mundial da Saúde, a pressão arterial elevada afeta mais de um bilhão de adultos e é o maior contribuinte para a mortalidade e carga de doenças, somando mais de 10,4 milhões de mortes. No final de abril, a Orxford Academy e European Heart Journal divulgaram as avaliações de resultados apurados no MMM17 e os números do Brasil apontam para uma urgente necessidade de mudança de paradigma no estilo de vida dos brasileiros.

Foram coletados dados de 7260 indivíduos no país, sendo o sexo feminino o mais prevalente (4095, 56,4%). A média de idade foi de 51,6 anos. Destes, 3396 participantes (47,0%) eram hipertensos (PA ≥140 ou ≥90 ou em tratamento para hipertensão). Dos indivíduos que não receberam medicação anti-hipertensiva, 924 (19,5%) eram hipertensos e os que receberam medicação anti-hipertensiva, 977 (40,0%) não tinham a pressão controlada. Na análise ajustada por idade, sexo e medicação anti-hipertensiva, constatou-se que o uso de medicação anti-hipertensiva e o consumo de álcool estavam associados a maiores valores de pressão arterial. Pacientes com diabetes apresentavam maior PA sistólica e os diagnosticados como obesos e sobrepeso apresentaram PA sistólica e diastólica significativamente maiores.

“A proporção de hipertensos encontrada durante o MMM17 no Brasil mostra que o status da pressão arterial se deve, provavelmente, aos fatores de risco aos quais estamos constantemente expostos, incluindo estresse, dieta inadequada,sedentarismo, tabagismo, entre outros. O alto percentual recém-diagnosticado e a identificação de hipertensão não controlada, apesar do tratamento farmacológico, reforçam a importância dessa ação para conscientizar e melhorar a prevenção de eventos maiores cardiovasculares”, afirma o cardiologista Eduardo Costa Duarte Barbosa, presidente da Latin American Society Hypertension (LASH), e coordenador da campanha do May Measure Month no Brasil.

Para saber mais sobre ações realizadas em todo o Brasil e acompanhar os eventos do MMM e #PORQUESIM, acesse as mídias sociais da Servier do Brasil, facebook, Instagram, LinkedIn ou pelo website www.porquesimservier.com (siga as hashtags: #porquesim #becauseisayso)

Atenção: O diagnóstico de hipertensão deve ser confirmado por um profissional médico capacitado.

.

Últimas postagens

Viver melhor

Dependendo do tipo de diabetes e seu histórico, seu médico pode lhe receitar diferentes medicamen...

Viver melhor

Descansar e relaxar são indispensáveis para uma vida saudável. Quanto mais tranqui...

Viver melhor

Ao contrário da crença popular, as pessoas com diabetes não precisam de uma dieta diferente da de seus familiare...

Viver melhor

O exercício físico é um bom hábito que melhora a saúde de todos. É ainda mais importante para as pessoas com diabetes...

Fale conosco

Preencha o formulário e entraremos em contato